Rss Feed Facebook button

Dicas básicas para diabéticos

Dica saudável ..

 Portadores de diabetes devem evitar o consumo de alimentos ricos em carboidratos e açúcares, pois produzem menos insulina, hormônio que transporta esses nutrientes para dentro das células.

Porém, há alguns casos em que o consumo desses alimentos é permitido. Sempre com moderação e variando de caso a caso.

Para evitar que o açúcar ingerido vá rapidamente para a corrente sanguínea, causando hiperglicemia, o indivíduo pode fazer uso das farinhas e fibras, reduzindo a velocidade com que esse açúcar chegue à circulação. Por exemplo, pode-se ingerir sucos ou frutas com farinha de maracujá, farinha de banana verde ou biomassa de banana verde e farinha de psyllium.

Essa dica também vale para os doces. Prefira doces que contenham boa quantidade de fibras, como massas integrais e essas farinhas citadas acima.

A fibra é capaz de diminuir a velocidade de absorção do açúcar e evita a hiperglicemia, mantendo constante a quantidade de açúcar no sangue.

Consumir sucos, frutas ou doces logo após as grandes refeições (almoço e jantar) também é um bom momento para ingerir esses alimentos, sem prejudicar o indivíduo diabético.

Castanhas são alimentos amigos dos diabéticos, pois possuem gorduras boas e proteínas, que evitam picos de glicemia. Podem ser consumidas junto com sucos, frutas e até doces (em pequenas quantidades).

Resumindo, o diabético deve evitar consumir açúcar e carboidratos em jejum e sozinhos. Sempre acompanhe alimentos ricos em carboidratos com fibras e/ou castanhas.

www.alimentonatural.net

www.facebook.com/naturalmente

19 – 3327 10 17

NATURALMENTE – Sabor de bem estar

Dica saudável

Melado de cana ..

 

O melado é produzido a partir da cana-de-açúcar, sendo um xarope de consistência densa e escura.

É rico em vitaminas do complexo B, cálcio, potássio, ferro e cromo, diferentemente do açúcar refinado, o qual já perdeu grande parte de seu conteúdo de vitaminas e minerais.

Por isso, o melado é mais saudável e mais indicado para adoçar os alimentos e pode ser consumido desde a infância até a terceira idade (exceto em casos de doenças, como diabetes).

O melado ainda possui menos calorias que o açúcar refinado.

É fonte de carboidratos e fornece muita energia. Esportistas e pessoas que possuem trabalhos exaustivos (tanto físico quanto mental) podem incluir o melado em sua dieta.

Pode-se confundir o melado com a rapadura, já que ambos passam pelas mesmas operações durante suas produções.

Antes de ser moída, a cana passa por processo de limpeza e isso permite extrair um caldo límpido.

Esse caldo é aquecido e as impurezas que emergem na superfície são retiradas, para produzir em melado de qualidade.

Pode-se usar o melado para adoçar receitas, sobremesas, iogurtes, salada de frutas, entre outros. Diabéticos, resistentes à insulina e quem deseja perder peso devem controlar ou evitar o consumo do melado.

Trabalhamos com a marca de melado ” Fios de Ouro”

melado de cana

 

 

Estudo realizado no Rio Grande do Sul mediu os efeitos do chá das folhas da “Pata de Vaca” sobre o Diabetes…

-> Dica saudável @ Naturalmente

Chá para diabéticos

 

Uma planta muito utilizada pelos diabéticos para controlar a glicemia e os sintomas da doença, é a Pata de Vaca.

Seu nome científico é Bauhinia forficata, mas popularmente também é conhecida como casco-de-vaca, mororó, unha-de-boi ou unha-de-vaca.

Muitos também chamam a planta de Insulina Vegetal, pois após seu uso, o diabético pode notar efeitos hipoglicêmicos, devido à presença de flavonóides, que baixam a glicose, porém nada comprovado.

Um estudo realizado no Rio Grande do Sul, mediu os efeitos do chá das folhas da Pata de Vaca sobre o Diabetes.

Voluntários ingeriram o chá por alguns meses e o nível de açúcar no sangue foi monitorado. No final do estudo, notou-se diminuição da glicemia nos diabéticos.

Devido a esse efeito positivo, a planta está sendo cotada para entrar para a lista de fitoterápicos recomendados pelo SUS.

Porém, o resultado positivo encontrado nesse estudo não pôde ser encontrado em diversos outros. Ou seja, seu efeito benéfico não foi comprovado cientificamente e mais estudos são necessários para que a planta possa ser utilizada de forma segura.

Como todo fitoterápico, seu uso deve ser orientado por um profissional da saúde, e não se deve fazer uso por conta própria.

Fonte:

http://saude.abril.com.br/emagrece-brasil/cha-contra-diabete.shtml

 

Chá: pata de vaca